Archive for February, 2008

Ponto de ônibus

Uma vez me contaram uma certa piada sobre porque você não precisa ficar triste se perder a namorada. A idéia era que perder a namorada era como estar no ponto e perder o ônibus. Fico pensando o quão diferente de perder um ônibus é perder um amigo ou namorada. Já perdi os dois, no caso amiga e namorada. Muita coisa mudou pra mim, hoje positivamente, creio que mude pra maioria, difícil falar o que quer que seja sobre todo mundo, acho que o que fica mais claro é a mudanca do cotidiano, o telefonema, o msn, a companhia do almoço, depois de algum tempo a mudança atinge um nível um pouco mais profundo, acaba sendo como perder aquele ônibus, não o trivial, mas pra uma entrevista importante, ou pra festa em que você conheceu alguém. Não tenho certeza de que todos aprendem algo com as perdas, acho que as pessoas refletem de menos, ou talvez elas simplesmente falem de menos sobre isso, guardem para si todas as reflexões, o que complica um pouco o desenvolvimento dessas reflexões, quando você fala com alguém, você ouve sua voz falando e magicamente, o que é um eufemismo pra dizer que não entendo como, as coisas vão se encaixando melhor na sua cabeça como pequenas pecinhas com os tamanhos certos pras lacunas. As lacunas parecem crescer, em número e tamanho, mais rápido que as peças. Se quanto mais aprendo mais sei que não sei, então com o tempo com certeza estarei cada vez mais perdido no mundo. Creio que quanto mais consciência mais aflição.

February 29, 2008 at 9:51 pm 1 comment


Recent Posts

Feeds

February 2008
S M T W T F S
    Mar »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
242526272829