A luz silenciosa

June 18, 2008 at 11:02 pm 5 comments

Algumas vezes não sabemos bem de onde vêm as coisas, os medos, os sentimentos, os desejos, isso não impede que eles nos penetrem, inundem, preencham completamente. Por vezes não existem culpados, as razões não são claras, a hora é inesperada. Nada disso torna tudo menos verdadeiro, intenso, real. Dentre todas as oportunidades e alternativas algumas das mais interessantes tem pouca lógica, parecem, e talvez sempre sejam, incompreensíveis. Não pense, não pergunte, não reflita, sinta. Às vezes a luz é silenciosa e a única coisa que nunca poderemos é voltar no tempo.

Advertisements

Entry filed under: Uncategorized.

N’allez pas trop vite – segunda parte O ar da cidade liberta

5 Comments Add your own

  • 1. Daniel Kindi Sperl de Faria  |  June 18, 2008 at 11:12 pm

    Alguns filmes rapidamente se mostram interessantes ou tediosos, com poucos minutos já conseguimos fazer uma avaliação mais ou menos precisa do nosso posterior julgamento. “A Luz Silenciosa” é um filme lento e denso, não pelos seus diálogos escassos, mas pela riqueza de sentimentos, dores, angústias transmitidas pelos personagens. Nem todas as coisas tem uma explicação racional, nem por isso são mais ou menos reais.

    Reply
  • 2. janjão  |  June 19, 2008 at 9:03 am

    “penso, logo existo” que bobagem linear e cartesiana “sinto, logo existo”.

    bjs

    qdo virà o primeiro livro?

    Janjão

    Reply
  • 3. Thaís Canina  |  June 20, 2008 at 5:32 pm

    “Pensar é um ato, sentir é um fato.”
    Entristece-me pensar que esta frase tenha virado profile de orkut, porém ela, intuitivamente, leva-nos a pensar na complexidade de nosso sentimentos.
    E eu ainda idolatro Clarice Lispector, acima das prostituições que a atingiram.

    As maiores satisfações são conseqüências dos melhores sentimentos!

    Há! Beijos :*

    Reply
  • 4. Saulo  |  June 20, 2008 at 6:58 pm

    …às vezes procuramos respostas estúpidas para os mais vagos questionamentos que a mente humana venha, eventualmente, à produzir. e no entando, só encontramos frustrações.

    melhor post; parabéns.
    abraço.

    Reply
  • 5. Bonie  |  June 29, 2008 at 5:29 pm

    Não poder voltar no tempo é TÃO triste. =(

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Recent Posts

Feeds

June 2008
S M T W T F S
« May   Jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

%d bloggers like this: